Julianne Lam
Jornalista e apaixonada pela escrita, se dedica à difusão do conhecimento, seja em sala de aula ou nas empresas. Muito prazer, pode me chamar de Jú!

Suporte do software: o que acontece quando acaba?

Conhecido como suporte do software, o “update de segurança” pode até soar como um palavrão para algumas pessoas, mas é importante saber o que isso significa. E mais: é essencial saber como isso afeta seu negócio.

O fim do suporte de um software é motivo de atenção para empresas

Existem motivos reais para se preocupar com o fim do suporte. E não é somente ter um computador lento, e sim riscos de prejuízos financeiros, jurídicos e à imagem da sua empresa. Por isso vamos explicar o que acontece quando acaba esse suporte, respondendo dúvidas fundamentais.

O que é suporte do software?

Pode até parecer coisa de técnico – aquela pessoa que você chama toda vez que seu computador dá problema. Mas aqui estamos falando de outra coisa.

O suporte que a marca oferece é de atualizações de segurança, os chamados updates, que são enviados de tempos em tempos com novas formas de proteção. Ele serve para prevenir ou combater ataques, mesmo os mais recentes. 🏴‍☠

Quando digo mais recente, quero dizer que eles são criados mesmo. Pasmem: existem pessoas que usam sua inteligência para criar esses problemas. Aliás, não são poucas. Todos os dias são surgem mais de 350 mil de malware no mundo! Haja suporte para se livrar de tudo isso!

A licença é para sempre?

Quem compra licença de software acreditando que ela é eterna, se engana. Ou melhor: algumas funções básicas podem até funcionar (mal), mas a segurança fica severamente prejudicada. Assim, quando você não tem uma assinatura de software e nem atualiza a licença que comprou uma vez (lá nos idos tempos), seu trabalho vai ficando mais devagar, menos produtivo e com mais retrabalho.

Para uma comparação, podemos imaginar um carro novo. No começo, ele tem um desempenho incrível! Ao passar do tempo, porém, ele vai se desgastando. Também surgem outros carros novos e vão sumindo as peças de reposição do carro mais antigo. Assim, mesmo que ele seja muito útil aos seus usuários por um período, sempre chega o momento de trocar, certo? Já imaginou sair por aí no trânsito correndo risco de sofrer acidentes? Pois é, sua empresa também corre riscos quando está sem suporte de software.

Minha empresa corre risco?

Infelizmente, corre sim. Quando acabam updates, boa parte da sua segurança deixa de existir. 

😲 “Como assim?” 😨 

É como ter uma cerca elétrica sem eletricidade por falta de manutenção, só que no mundo virtual. É a oportunidade perfeita para hackers ou crackers que queiram invadir seus sistemas, roubar informações de clientes e aplicar golpes de todo o tipo. Imagine só o problema judicial (e a multa) que você precisaria enfrentar se isso acontecesse? Isso sem contar os prejuízos à imagem da empresa e à sua reputação! 🤦‍♀ 

O que pode acontecer?

Existem muitas formas de uma máquina ser atacada, principalmente quando há um software sem suporte. Há quem crie malware para ganhar dinheiro às custas de outras pessoas, existem hackers e crackers que gostam de “derrubar” sites só para mostrar que têm esse poder, ou ainda aqueles que sequestram informações e pedem “resgates” de valores altíssimos.

Quando uma empresa perde ou deixa vazar dados de clientes, as pessoas que tiveram suas informações “roubadas” podem processar a empresa que não as protegeu devidamente. Outro perigo ainda é perder potência estratégica por não ter mais a exclusividade e o sigilo dos dados. Não é à toa que muitas empresas fecham depois que sofrem ataques virtuais.

Por isso, quando se trata de ameaças virtuais, é sempre melhor prevenir do que remediar.

Gostou deste conteúdo?
Então, curta nossas redes sociais e receba sempre novidades:
Facebook, Linkedin, Twitter e Instagram.