Julianne Lam
Jornalista e apaixonada pela escrita, se dedica à difusão do conhecimento, seja em sala de aula ou nas empresas. Muito prazer, pode me chamar de Jú!

Quais são os riscos de usar software pirata?

Para entender os riscos de usar um software pirata, primeiro é preciso saber quem faz a pirataria e porquê.

caveira de pirata com espadas.

Ao usar software falsificado (o famoso “pirata”), automaticamente se está lidando com pessoas irregulares perante a lei. Mas afinal, quem são elas? Onde vivem? E por que fazem isso?

Quem faz a falsificação é uma pessoa que conhece a área de tecnologia e está em busca de algum ganho – seja raptando informações, usando a máquina de outras pessoas para realizar ataques, para fazer sequestro de dados (pedindo dinheiro em troca), entre outras atividades ilícitas para obter alguma vantagem – vamos chamar “pirateiro” daqui pra frente. 🏴‍☠

Além de se esconder na rede (internet, Deep Web e afins), não dá nem para saber ao certo em que lugar do mundo o pirata está! Isso porque geralmente essas pessoas usam meios não rastreáveis e planejam todo esse “trabalho” com muito conhecimento técnico.

O que faz um pirateiro?

Ele se aproveita dessa brecha na segurança e coloca seus vírus no dispositivo da vítima. No final das contas, você pode acabar gastando mais com formatação de computadores e notebooks, conserto técnico de dispositivos, entre outros problemas que invadem sua carteira!

Por tudo isso eu queria te alertar: mesmo tendo a melhor das intenções ao baixar ou comprar um programa, você pode estar passando informações pessoais que são importantes pra você, sua família e seu trabalho. E quem recebe esses dados são justamente quem nós devemos deixar longe de tudo aquilo que for precioso. Estou falando de criminosos, crackers e golpistas de todo tipo.

Qual é o problema de passar meus dados pessoais?

Quem é honesto costuma dizer que não tem nada a esconder. Por isso, você pode estar se perguntando: “qual é o problema de dar minhas informações?”. Eu te conto: é justamente a incerteza que deveria te preocupar. Não sabemos o que o pirata é capaz de fazer utilizando nossos dados pessoais. Um exemplo simples é o perigo de passar dados bancários a pessoas desconhecidas por usar software pirata. Dá um arrepio só de imaginar, não é mesmo? 😰

Se você parar para pensar, vai perceber que não são apenas informações bancárias que revelam temas importantes da sua vida. Veja bem: seus dados incluem sua família, sua carreira, sua vida financeira e muitos outros pontos importantes. Então, já deu para perceber que não dá para confiar em qualquer um quando o assunto é informação, certo? 👍

Mas Jú, o que eu faço se estiver em uma situação irregular? 😬
Calma, que eu te ajudo!

Como sair dessa enrascada?

Se você chegou até este ponto da leitura, provavelmente já entendeu que é errado e perigoso usar programas (software) pirata. Então, nós temos duas possibilidades:

1) Não quero mudar!

Aí toca aquela música que diz “eu nasci assim, eu cresci assim e sou mesmo assim, vou ser sempre assim…” Se você não quiser deixar de usar o software pirata, não há nada que eu possa fazer para te ajudar a sair dessa. Mas mesmo assim posso avisar: é um risco financeiro, jurídico, pessoal e profissional usar software pirata. E não é aquele tipo de risco que todo investidor enfrenta. É um perigo mesmo, pois aqui você está contando com a sorte – e não tem a lei ou parceiros idôneos para te defender. De qualquer forma, sempre que precisar, estarei aqui para te esclarecer.

2) Quero mudar essa situação!

Se estiver disposto a deixar todos esses problemas para trás, você precisa adquirir um software legalizado (original) que seja adequado à função – definindo se é para usar no notebook de casa ou no trabalho, por exemplo. Se for no trabalho, você precisa saber quantas pessoas vão utilizar, quais são as necessidades do dia-a-dia, entre outras questões.

“Ah, mas é muita coisa para pensar de uma vez, Jú!” Então, vem comigo: clique aqui para conversar com quem entende.

Gostou desse conteúdo? Então curta e compartilhe nas redes sociais.
Ah, e claro, volte sempre porque tem muita novidade rolando por aqui!