Adriane Silva
Publicitária, letrada, empresária, blogueira, atriz, modelo e dançarina! Viciada em noites de videogame com um bom vinho, gosto de aproveitar a tecnologia em todas as horas do dia, no trabalho e no lazer.

MALWARE FINANCEIRO: Saiba quais são os riscos para a sua empresa!

No primeiro semestre de 2019, os pesquisadores da Kaspersky identificaram 430 mil ataques de malware financeiro a usuários. Este número representa 7% a mais do que no ano passado. Os índices de ciberataques financeiros só aumentam a cada ano, e por isso vamos mostrar quais são os riscos par a sua empresa! Saiba mais!

Vamos começar com uma definição de malware financeiro bem simples: eles são roubos de dados financeiros (senhas, dados bancários, transações ilegais, clonagem de cartões, etc.), de dinheiro ou criptomoedas, que podem acontecer com todo mundo que utiliza a internet. Ou seja, quase todo mundo está suscetível a cair nesses golpes, seja no trabalho, nos departamentos financeiros das empresas ou com pessoas físicas também.

Os meios mais comuns para esse tipo de ataque são programas que vem com vírus ou outras ameaças (ex: Cavalo de Tróia), recebimento de e-mails infectados (SPAM) e quando acessamos sites criminosos e nem percebemos (Phishing). Eles são desenvolvidos para fins criminosos, para fazer varreduras em computadores ou em toda uma rede corporativa. Os responsáveis geralmente são criminosos experientes em cibercrimes bancários, crackers com profundo conhecimento em quebrar essas barreiras dos sistemas bancários. Às vezes as vítimas são empresas escolhidas a dedo ou então eles escolhem enviar vários disparos para diversos de usuários.

Como o malware financeiro age?

Na maioria dos casos, o malware financeiro age discretamente — geralmente, só se nota a sua presença quando o desastre já aconteceu. São muitas as razões que levaram o malware financeiro a aumentar nas estatísticas. Uma delas é a ameaça interna presente nas próprias empresas, devido à falta de segurança digital, antivírus de qualidade, um firewall adequado e políticas de segurança que não são seguidas pelos colaboradores.

Mas a falha não é somente das pessoas, mas também da evolução dessas ameaças que são criadas diariamente em todo o mundo. Se a uma empresa não tem soluções de segurança que se atualizam todos os dias aos malwares lançados, o risco de ser hackeado é muito maior. Sem esses recursos, a vítima não percebe que seus dados bancários estão sendo roubados, o que pode resultar em graves consequências, podendo alcançar prejuízos inimagináveis.

Como faço para evitar?

O único meio de evitar que um malware financeiro cause tamanho transtorno, é buscar soluções de segurança para empresas o mais rápido possível. E pensar que, da mesma maneira que existem casas com alarme, portão, grade e cerca elétrica para tentar proteger contra ladrões… no mundo digital é a mesma coisa! As empresas devem se preocupar com algumas camadas de proteção e isso nós explicamos passo a passo aqui ou então em um vídeo em nosso canal.

Então já sabe né? Coloque a segurança digital da empresa como investimento, para que depois não seja tarde demais!

Se você quiser saber mais sobre antivírus corporativo e para servidores, continue acompanhando aqui no blog da Buysoft os nossos conteúdos e nos siga também pelo INSTAGRAMFACEBOOK,  LINKEDIN e TWITTER.